Audiência

“Cheias de Charme” turbina audiência do “Vale a Pena Ver de Novo” e supera antecessoras



No ar no “Vale a Pena Ver de Novo” desde o último dia 19, “Cheias de Charme” está em curva ascendente na audiência. A novela de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira registrou sua melhor média semanal, 16 pontos, na semana passada (de 3 a 7 de outubro), batendo recorde na segunda-feira, 03: 18 pontos.

O ganho é de 33% (ou 4 pontos) em São Paulo e de 19% (ou 3 pontos) no Rio de Janeiro. Com isso, “Cheias de Charme” supera as antecessoras “Anjo Mau” (1997) e “Caminho das Índias” (2009), considerando o mesmo número de capítulos exibidos.

Vista como “recente” por boa parte do público – quatro anos, aproximadamente, separam a exibição original da reprise – “Cheias de Charme” conta a história de três empregadas domésticas (vividas por Taís Araújo, Leandra Leal e Isabelle Drummond) que fazem sucesso como cantoras após um clipe amador estrelado por elas viralizar na internet. A trama veio no embalo do aumento da classe C nos primeiros anos desta década; realidade bastante distante da que vivemos hoje, política e economicamente.

O êxito nos primeiros capítulos de “Cheias de Charme” promete efeito semelhante ao de “O Rei do Gado”, reexibida de janeiro a agosto de 2015 em comemoração aos 50 anos da Globo. O folhetim de Benedito Ruy Barbosa, escrito em 1996, chegou ao fim com 17,4 pontos, maior índice do “Vale a Pena Ver de Novo” desde “O Clone” (2001), reprisada em 2011.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.